Traje

Capa longa, com sobrecapa sobre os ombros, de cor grená / bordeaux que simboliza o vinho tinto carrascão, carregado de taninos; a capa é debruada a amarelo ouro símbolo do vinho branco
Porta medalha de cor verde, cor da parra das videiras que nos rodeiam.
 
Tamboladeira, pequena taça em estanho, com pouca altura e com fundo trabalhado, de forma a permitir que os reflexos de luz que atravessam a fina camada de vinho, possam indiciar o estado de limpidez e a cor deste precioso líquido; é com ela que se fazem os brindes.
 
Emblema da Confraria integra dois elementos chave – o carro de bois (como símbolo de uma terra predominantemente agrícola) rodeado por uma videira (o vinho como expoente máximo da nossa ruralidade).
 
O cajado utilizado pelo Grão-mestre – é um forcado utilizado pelos lavradores mais antigos para efectuar a pisa das uvas.